Operadoras lançam iniciativa de combate ao spam e ao roubo de celulares

As operadoras de telefonia que atuam no Brasil fecharam acordo com a GSMA – que organiza o Mobile World Congress – para controlar a distribuição de spam por SMS e reduzir o roubo de celulares.

As empresas lançaram o Serviço de Relatórios de Spam da GSMA, que consiste em uma força-tarefa para identificar spammers. Os usuários enviam mensagens indevidas que receberam para o *SPAM (*7726), então elas são analisadas e incorporadas a um banco de dados em que ficam armazenados origem, tamanho, intenção e padrão de crescimento.

Com isso, as operadoras serão capazes de isolar os ataques direcionados às suas redes, prevenindo que eles se espalhem a outras redes e, consequentemente, restringindo a propagação do spam.

A aliança também pretende enfrentar o dado alarmante de que o Brasil é o segundo país com mais celulares roubados no mundo – são mais de 1 milhão por ano. As operadoras colaborarão mais entre si e com iniciativas internacionais para reduzir as possibilidades de exportação ilegal e reconexão de aparelhos.

Os códigos únicos de identificação dos telefones serão compartilhados por meio do banco de dados IMEI, da GSMA, impedindo que sejam usados novamente.