Nova versão do Chrome é a primeira a desativar plugins Java e Silverlight por padrão

O Google lançou na noite desta última terça-feira a versão 42 de seu navegador Chrome. E no pacote de mudanças está uma que pode pegar alguns usuários de surpresa: os plugins Silverlight, da Microsoft, e Java – este ainda hoje muito utilizado em sites de internet banking – vêm, pela primeira vez, desativados por padrão no programa.

A alteração é parte de um processo que deve acabar de vez com o suporte a add-ons baseados na velha NPAPI, uma API para plugins multiplataforma utilizada pela primeira vez na versão 2.0 do finado Netscape.

Essas mudanças foram anunciadas ainda em 2013 (e depois reforçadas em 2014), e visam melhorar a velocidade, a estabilidade e a segurança do navegador – o que não deixa de ter sentido, visto o número de falhas encontradas no Java nos últimos anos. As modificações ainda incluem a remoção desses add-ons da loja do Chrome e devem afetar o Unity Web Player.

Usuários que ainda precisarem das extensões ainda têm a opção de reativá-las, mas de uma forma uma pouco mais complicada do que a presente no Chrome 40. Em vez de clicar em uma notificação na barra de URL, é preciso acessar o endereço chrome://flags/#enable-npapi, clicar em Ativar dentro de Ativar NPAPI e depois reiniciar o programa.

Este procedimento, porém, deve ser eliminado de vez em setembro deste ano, assim como o suporte aos plugins baseados na API – algo que já acontece no Chromium para Linux desde a versão 35. Então, levando em conta que o programa domina o mercado de navegadores atualmente, talvez seja uma boa hora para começar a optar pelo HTML5 na hora de desenvolver algo, como fez a Netflix, ou trocar de browser, no caso de um usuário.

Fonte: http://info.abril.com.br/noticias/tecnologia-pessoal/2015/04/nova-versao-do-chrome-e-a-primeira-a-desativar-plugins-java-e-silverlight-por-padrao.shtml