Como acessar a internet com segurança


Não existe uma coisa pronta, uma receita de bolo de como navegar na internet com segurança. Eu vejo a internet como terra de ninguém onde você pode ser o próximo alvo. Para que isso não ocorra, tem de estar preparado com o mínimo de segurança possível. Por exemplo, ANTIVÍRUS, porque diabos algumas pessoas não usam antivírus!!!!!É uma proteção mínima, mas não sei porquê, algumas pessoas nem sabem disso, a única coisa que se pensa é em acessar a internet, um mundo novo cheio de lugares para “navegar” e SEM PROTEÇÃO NENHUMA…eu hein!!!! Como professor já vi situações absurdas, o cliente compra o computador, monta em sua casa, assim que liga o micro, entrou no RWINDOWS e acessou a internet no Internet “EXPLODER” (isso mesmo não errei não), esquece dos demais, instalar os pacotes restantes, como o ANTIVÍRUS, algum aplicativo de escritório como o OFFICE versão de demonstração, etc…Depois de alguns meses (Isso mesmo, meses), vai a procura de um técnico para poder resolver e entender o motivo do micro estar lento, ás vezes nem entrando mais no RWINDOWS. Aí vai a minha pergunta, porquê será????
Isso sem falar nas empresas por onde passei, mas a inforesgate é voltada apenas para o usuário comum, não vamos perder esse foco. Tá certo, concordo, ninguém é obrigado a entender de informática. Mas o mínimo como instalar um antivírus na máquina, o básico, deveria saber que é obrigatório. Vou dar aqui algumas dicas de como não deixar isso ocorrer, ás vezes a culpa é da pressa, da falta de atenção, para não dizer outra coisa. Como eu disse no início não existe uma receita de bolo, vai do bom senso de cada um. Lembre-se, pode não ser só você a utilizar o micro e informações pessoais suas pode estar circulando na INTERNET neste momento.
1. Atualize seu antivírus, firewall pessoal e anti-spyware.
2. Bloqueie o acesso a portas não utilizadas no seu computador utilizando um firewall pessoal.
3. Considere os aspectos de privacidade dos dados no seu computador e proteja-os.
4. Desenvolva um plano de recuperação de desastres para todos os sistemas que necessitem de um.
5. Demonstre a utilização de programas para segurança de computadores.
6. Instale todas as atualizações relacionadas à segurança no sistema operacional de seu computador.
7. Não envie nem responda a e-mails de SPAM e phishing.
8. Utilize certificação digital.
9. Zele pela privacidade de seus dados e informações.
10. Guarde em local adequado suas cópias de segurança.


Vou traduzir alguns termos que utilizamos para melhor compreensão, pois muitos deles são em inglês e isso é mais um problema, pois vocês também não são obrigados a saber inglês:
Phishing: é o golpe que usa e-mails ou sites fraudulentos – com cara de verdadeiros ou muito similares aos originais – como isca para roubar dados pessoais. A vítima clica no endereço falso e um código malicioso é instalado na máquina. Ao digitar a senha e login, julgado que se trata de um site verdadeiro, o usuário acaba fornecendo sem perceber essas informações aos criminosos.
O que fazer? Sempre digite o endereço direto no navegador. Preste atenção no endereço: sites que iniciam com https://usam um protocolo de segurança verificado. Nunca forneça informações pessoais se não tem certeza que um site ou link é confiável.
Spyware: do inglês, “spy” significa espionar. São programas que se instalam num computador sem que o usuário perceba, às vezes junto a um outro software que estava sendo baixado. Eles recolhem informações sobre o usuário, como hábitos de navegação, e as transmitem remotamente para outro computador.
O que fazer? Usar um firewall é recomendável, pois o programa vai identificar tentativas de instalação de programas sem seu consentimento. Não clique em caixas de diálogo suspeitas. Geralmente, o programa espião se disfarça em “oferta gratuita”. Desconfie!
Malware: do inglês, “malicious software”, ou programa malicioso. Vem disfarçado em anexos de e-mails e mensagens instantâneas e podem conter vírus, cavalos de troia e “vermes” que danificam o sistema do computador. Eles podem até enviar a si mesmos – e automaticamente – para sua lista de contatos.
O que fazer? Nunca abra anexos nem clique em links na web enviados por desconhecidos. Se for enviado por um colega ou familiar, mas você  estiver desconfiado, entre em contato com a pessoa antes e confirme se ele lhe enviou aquele conteúdo. Se receber o link suspeito pela janela do programa de chat, encerre a sessão da mensagem.
Spam: é todo tipo de mensagem que você não deseja receber –  e na maioria dos casos, nem ao menos se cadastrou e autorizou o seu envio. Algumas mensagens contém linguagem ofensiva e sugerem links para sites de terceiros.
O que fazer? Recuse mensagens de contatos que não estão na sua lista, marcando-os como spam (muitos serviços de e-mail oferecem essa ferramenta). Evite preencher cadastros online se o site não declara o que fará com seus dados, nem solicita sua autorização para enviar mensagens.
*Dicas da Cartilha da Internet Segura da Norton